08 junho 2017

mais uma igreja é destruida


Durante um fórum de segurança internacional, o ministro de Defesa da Indonésia, disse que existem cerca de 1.200 membros do Estado Islâmico nas Filipinas
Há alguns dias, o Estado Islâmico (EI) publicou um vídeo com jihadistas queimando uma igreja, em Marawi City, que fica na ilha de Mindanao, nas Filipinas. A divulgação foi feita através da Amaq News Agency, que é um veículo de comunicação ligado ao grupo extremista. As imagens mostram os jihadistas derrubando tudo o que havia no interior da igreja e pisando em todos os símbolos cristãos encontrados.

De acordo com informações locais, durante um fórum de segurança internacional em Cingapura, o ministro da Defesa da Indonésia, Ryamizard Ryacudu, disse que existem 1.200 membros do EI presentes nas Filipinas, sendo que 40 deles foram para a Indonésia. O número anunciado não era conhecido nem mesmo pelo subsecretário de Defesa das Filipinas, Ricardo David, que disse que essa informação é nova. Ele declarou saber da existência de apenas 250 a 400 combatentes do EI presentes no país.
Até agora, o relatório diz que pelo menos 50 jihadistas armados estão presentes em Marawi e que pelo menos 2 mil civis ainda estão presos na cidade. Mas enquanto os cristãos continuam a ser alvo dos soldados, mais atos de bondade em relação aos cristãos, são feitos pelos muçulmanos locais. Em uma demonstração de coragem, um senhor muçulmano chegou a esconder 70 cristãos em sua casa. Enquanto ele os transportava, ensinou-os a dizer "Allahu Akbar" (Deus é grande) sempre que passavam pelos pontos de checagem do EI. Continue em oração pelos nossos irmãos nas Filipinas.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

compartilhe o post

Postagens populares